HISTÓRIA

Fundada em 1 de Janeiro de 1877

No dia 1 de Janeiro do ano de 1877, pelas 3,00 horas da tarde, na Rua da Corticeira, em casa do Senhor António Ventura, compareceram os Senhores Manoel Lopes da Silva, José Alves, Manoel Carneiro da Silva, António Ventura, Cazemiro Ventura, António de Sousa, Joaquim da Costa, Lauriano Costa, estes senhores tendo havido dizer pelo Senhor António Ventura que se ia fundar no 1º de Janeiro uma Sociedade, e que esta por meio de uma pequena quota, se denominasse Sociedade Fúnebre Familiar de Beneficência.

Em 1880 a Sociedade instalou a sua Sede Social na Rua dos Caldeireiros, n.º 212 - 2 andar, em 1881 muda-se para número 219 - 2º andar da mesma Rua dos Caldeireiros.

Em Janeiro de 1883 tornou a mudar-se, desta vez para a Rua da Almada, n.º 365 - 2º andar também na Cidade do Porto.

Em Maio de 1903, a Associação tornou a mudar a Sede Social para a Rua do Bonjardim, n.º638 - 1ºandar.

Em Maio de 1904, foi concedido o Alvará régio com a denominação de Sociedade de Beneficência Fúnebre Familiar - Associação de Socorros Mútuos, e aprovados os Estatutos com quatorze capítulos e cinquenta e cinco artigos.

Em Setembro de 1904 a Sociedade muda a Sede Social para Rua Formosa, n.º 325 - 1º - Porto, onde se tem mantido até à presente data.

Em 1905 a Associação federou-se com outras associações mutualistas, constituindo a Liga das Associações de Socorro Mútuo do Porto, com o objectivo de prestar serviços clínicos e assistência médica e medicamentosa aos seus associados e familiares.

Também por Alvará régio de 24 de Agosto de 1905 foi aprovado o Estatuto da Caixa Económica do Porto, anexa á Sociedade de Beneficência Fúnebre Familiar - Associação de Socorro Mútuos com o objectivo de aceitar o depósito de capitais com vencimento de juros, e empréstimos aos associados e público em geral.

No dia 28 de Agosto de 1915, o Presidente da República Portuguesa aprovou a substituição dos Estatutos com doze capítulos e oitenta e dois artigos.

Por Alvará de 27 de Novembro de 1961 foram aprovados os novos Estatutos e a Associação passou e denominar-se A BENEFICÊNCIA FAMILIAR - Associação de Socorros Mútuos.

Esta Associação destinava-se a conceder aos seus associados e familiares subsídios de funeral que tinham por objectivo minorar os custos elevados dos enterros.

Em 1 de Janeiro de 1993 foi eleita a presente Direcção que reformulou toda a vida da Associação realizando obras de completo restauro na Sede Social e Serviços, adquiriu moderno mobiliário e equipou todas as instalações com circuitos de informática, rede telefónica em todos os postos de trabalho, apetrechamento de ar condicionado, e montados circuitos contra incêndio e intrusão.

Foi também criado o logótipo e a Bandeira da Associação, e baseado no Código das Associações Mutualismos, Decreto - Lei nº72/90, de 3 de Março, foram remodelados totalmente os Estatutos da Associação, e com o objectivo de dotar a Associação com Modalidades de Previdência, foi elaborado novo texto para Regulamento de Benefícios com produtos de caracter Social.

Desta forma foi actualizada e complementada a Modalidade Subsídio de Funeral e Assistência Médica e Medicamentosa, e criadas novas Modalidades de Subsídio de Sobrevivência, Subsídio a Prazo com Opções, Subsídio - Dote e Subsídio a Prazo com Pagamentos Antecipados.

Em 17 de Janeiro de 1997 a Câmara Municipal do Porto agraciou por unanimidade a Associação com a MEDALHA MUNICIPAL DE MÉRITO - GRAU OURO, em reconhecimento pelos relevantes Serviços Sociais prestados à população da Cidade do Porto.

Recentemente foi criada uma Secção de Turismo Social, de tipo familiar, sem fins lucrativos, com o objectivo de proporcionar Viagens de Cultura e Recreio aos associados e familiares, que podem ser pagas em prestações mensais.

Nas Comemorações do 120º Aniversário, foi inaugurada a Secção Funerária da Associação, com Serviço permanente de armador durante 24 horas por dia, a preços mutualistas, para contribuir com a máxima dignidade e respeito o apoio aos associados e familiares, nas horas tristes e difíceis de um funeral, moralizando simultaneamente os preços especulativos e comportamentos praticados no Sector.

E para estender também os benefícios Sociais a pessoas idosas, foi criada recentemente a Modalidade de Assistência á Idade Sénior, na qual os associados com mais de 55 anos podem beneficiar de Assistência Médica e Medicamentosa, da Secção de Turismo Social, dos Serviços de Secção Funerária e do Transporte de Associados Doentes, pagando apenas uma quota mensal simbólica.

Desta forma, a actual Direcção pretende acabar de uma vez por todas com o conceito do passado de associação de enterros, pela qual eram conhecidas, para que tenhamos na realidade uma grande Associação de Solidariedade Social.